No Brasil ainda tem gente da minha cor? - Livro - Global Editora

Livro

No Brasil ainda tem gente da minha cor?

No Brasil ainda tem gente da minha cor?
Coleção: Outros Autores
  • Edição: 3ª edição
  • Formato: 16 x 23 cm
  • 112 páginas
  • 4 X 1 Cores
  • Peso: 180 gramas
  • ISBN: 978-85-260-2422-9
  • Código de Barras: 9788526024229

Autor (a) : Zora Seljan

Em No Brasil ainda tem gente da minha cor?, temos o relato instigante das viagens feitas por Zora Seljan pela Nigéria e pelo Benim no início dos anos 1960. Estudiosa do folclore, a autora expõe com argúcia e sabor os detalhes e as dinâmicas de festas, missas, músicas, danças, culinária, enfim, toda uma rede de valores e costumes dos povos dessas regiões que acabaram, de forma fragmentada ou integral, sendo transmitidos ao Brasil. Da mesma maneira, Zora tem o dom de revelar o que esses territórios e suas populações, à primeira vista tão distantes do Brasil, acabaram, também de modo seletivo, incorporando dos brasileiros que lá estiveram.

A autora proporciona com sua narrativa o acesso a histórias de vida de povos cuja vitalidade cultural tingiu imensamente o que fomos, o que somos e que podemos vir a ser. As páginas deste livro trazem as vivências de uma escritora que soube, como poucos, recolher e revelar os vestígios de histórias e culturas mestiças que ainda hoje são frequentemente silenciadas.

O texto de apresentação feito especialmente para esta edição da Global é de Emanoel Araujo, artista plástico e atual diretor do Museu Afro Brasil, de São Paulo, que sintetiza com propriedade a relevância deste livro:

“Esses relatos de Zora Seljan sobre africanos e brasileiros retornados são páginas da nossa história humana e cultural. O Brasil foi protagonista da vida daquela gente e sempre ficou alheio a todos esses desdobramentos. Essa história está viva ainda lá, não sei se na Nigéria, mas certamente no Benim. Nas cidades de Uidá e Porto Novo, uma parte das tradições descritas continua desafiando o tempo, para nossa sorte. Se algum brasileiro se aventurar por aquelas plagas, vai encontrar seguramente o que Zora vivenciou. Com idêntica emoção.”

O ano de 2018 marca o centenário de nascimento de Zora Seljan, que completaria cem anos de idade em 7 de dezembro próximo.

Ver mais livros desse autor