» Leia mais"/> » Leia mais">

Cruz e Sousa

João da Cruz e Souza nasceu em 24 de novembro de 1861 em Desterro, atual Florinanópolis. Seu pai e sua mãe, negros puros, eram escravos alforriados pelo marechal Guilherme Xavier de Sousa. Ao que tudo indica, o marechal gostava muito dessa família, pois o menino João da Cruz recebeu, além de Educação refinada, adquirida no Liceu Provincial de Santa Catarina, o sobrenome do marechal. Mesmo com toda essa proteção, Cruz e Sousa sofreu muito com o preconceito racial. Depois de dirigir um jornal abolicionista, foi impedido de deixar sua terra natal, por ser negro. Algum tempo depois é nomeado promotor público, sendo impedido de assumir o cargo, novamente por causa do preconceito. Ao transferir-se para o Rio, sobreviveu trabalhando em pequenos empregos. Cruz e Sousa morreu em 19 de março de 1898, na cidade mineira de Sítio, vítima da tuberculose. Suas únicas obras publicadas em vida foram Missal e Broquéis.

Livros em destaque