» Leia mais"/> » Leia mais">

August Strindberg

August Strindberg (1849-1912) sueco, nascido em Estocolmo, é mundialmente conhecido como escritor, ensaísta e dramaturgo. Foi jornalista, crítico social, profundamente interessado tanto na ciência (química, medicina, ciências políticas) quanto no ocultismo e na estética. Escreveu a maior parte de seus dramas intimistas no número 20 da Rua Norra Bantoget, na capital do país nórdico, quase sempre referidos ao casal, ao casamento como armadilha, explorando ao infinito as contradições e ambivalências entre o pensar, o sentir e o agir que tanto encantaram o escritor Arthur Schnitzler e o médico Sigmund Freud. Combatendo o antigo teatro, enunciou uma série de princípios cênicos e sugeriu em carta a August Falk de 23 de abril de 1908 que “O Pai” (1887) deveria ser representada como uma tragédia, em traços largos, com alguma solenidade. Embora fundamentalmente conhecido como dramaturgo, alternou a escrita para o teatro com a alquimia, a fotografia e a pintura.

Livros em destaque